Ação policial feriu diversas pessoas e deixou dois homens cegos de um olho

Redação Rede Brasil Atual / Foto: Hugo Muniz

A Polícia de Militar de Pernambuco reprimiu com violência a manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro, no último sábado (29), realizada na capital Recife. A vereadora Liana Cirne (PT), agredida com gás de pimenta, afirma que a truculência policial foi coordenada e considera que a tropa teve a disposição de “ferir ou matar” os manifestantes.


Apesar da manifestação ter sido pacífica, os policiais atiraram bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha, usando spray de pimenta contra os manifestantes nas proximidades da ponte Duarte Coelho, região central da cidade. A vereadora, que também é advogada, tentou conversar com os policiais que atiravam contra a população, mas foi atingida pelo spray a poucos metros de distância. Saiba Mais


Edição Rede Brasil de Fato / Web Rádio e TV Muira-Ubi



Deixe seu Comentário