Custo total com viagens de convidados da secretária Mayra Pinheiro para o Dia do Cuidado Precoce chegou a R$ 11,2 mil


Paulo Motoryn – Rede Brasil de Fato - Brasília (DF) / Foto:  Agência Câmara e Divulgação


O governo Bolsonaro gastou mais de R$ 11,2 mil em passagens e diárias de viagens para um grupo de médicos ir à Brasília participar de um evento de estímulo ao tratamento precoce que acabou sendo cancelado.


 
Entre eles estava Nise Yamaguchi, que confirmou ter utilizado a passagem paga pelo governo para ir a Brasília durante depoimento à CPI da Covid nesta terça-feira (1). "Eu pagava minhas passagens. Só uma vez que o governo quem pagou", disse.


 
Além de Yamaguchi, os médicos Paulo Olzon Monteiro da Silva, Anthony Wong e Paulo Mácio Porto de Melo também usufruíram dos trechos aéreos e da ajuda de custo mesmo após o evento ao qual eles seriam convidados ter sido revogado dias antes de sua realização. Saiba Mais


Edição: Leandro Melito – Rede Brasil de Fato / Web Rádio e TV Muira-Ubi


Deixe seu Comentário