São 76 os mortos durante a paralisação, mas desde o início do ano país já registra 41 chacinas, com 138 assassinatos


Michele de Mello - Brasil de Fato Caracas (Venezuela) / Foto: Colômbia Informa

A Colômbia chamou a atenção internacional no último mês pelos informes e denúncias em fotos, vídeo e relatos nas redes sociais da brutalidade policial com que foram reprimidos os protestos que acompanham a greve geral, que já dura 50 dias.


Os números também confirmam que a violência no país é estrutural. Com a atual paralisão, as práticas excessivas das forças militares e os conflitos armados que já existiam no interior do território colombiano passaram a ser vistos também nas grandes cidades. Saiba Mais


Edição: Vinícius Segalla e Web Rádio e TV Muira-Ubi


Deixe seu Comentário